Plano Nacional de Vacinação

 

 

 

 

 

 

Em todo o mundo, as vacinas permitem salvar mais vidas e prevenir mais casos de doença do que qualquer tratamento médico.

 

As vacinas incluídas no Plano Nacional de Vacinação (PNV) de Portugal foram aprovadas após terem demonstrado a sua eficácia, segurança e qualidade no contexto da realidade portuguesa. Após a introdução do Plano Nacional de Vacinação, em 1965, verificou-se uma redução muito significativa da morbilidade e mortalidade por doenças infeciosas.

 

O PNV em vigor foi aprovado pelo Despacho n.º 17067/2011 do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, datado de 7 de dezembro de 2011 e publicado no Diário da República, 2ª série – Nº 243 – de 21 de dezembro de 2011, entra em vigor a 1 de janeiro de 2012 e vem substituir o PNV de 2006.

 

Em Maio de 2015 foi introduzida no PNV, para todas as crianças nascidas a partir de 1 de Janeiro de 2015, a vacina conjugada de 13 valências contra o Streptococcus pneumoniae (Pn13) nos termos da alínea a) do nº 2 do artigo 2º do Decreto Regulamentar nº 14/2012, de 26 de janeiro, por proposta da Direção de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde.