Medição da temperatura no bebé

Última revisão deste tema: 07/09/2014

Partilhe nas redes sociais:

 

 

 

A medição da temperatura nos bebés e crianças é um dado vital para a presença ou não de febre e doença. A clássica identificação da “testa quente” com a mão pode fornecer uma pista, mas trata-se sempre de uma sensação subjetiva, para além da criança poder estar quente mas não por febre!

 

Apesar de parecer ser um processo simples, algumas regras devem ser seguidas para que a informação seja fiável. Vejamos de seguida.

 

Que tipo de termómetro escolher?

 

Os termómetros digitais devem ser os escolhidos pois são rápidos, fiáveis e sem o potencial perigo tóxico dos termómetros clássicos de mercúrio.

 

Onde e como medir a temperatura no bebé? 

 

Via retal: estudos têm demonstrado ser o método mais fiável nas crianças até aos 3 anos de idade pelo que é o método recomendado neste grupo etário. O método correto: colocar a ponta do termómetro entre 1 a 2,5cm da margem anal (não enfiar demasiado)

 

Via oral: a partir dos 4 anos, este pode ser o método preferencial. Antes desta idade, os termómetros-chupeta não mostraram ser equivalentes à fiabilidade da medição retal. O método correto: colocar a ponta do termómetro debaixo da língua. Esperar 15 minutos em caso de ingestão de líquidos quentes ou frios.

 

Via timpânica (através do ouvido): pode ser utilizado a partir dos 6 meses (não é fiável antes desta idade). O método correto: necessita de ser introduzido corretamente para fornecer uma leitura fiável. Em caso de cerúmen (cera) no ouvido, situação relativamente frequente, pode haver interferência no resultado.

 

Via axilar: é o método menos fiável e preciso segundo os estudos, devendo ser dada preferência aos outros métodos.

 

Recentemente foi publicado um estudo sobre um novo método de medição, através da artéria temporal. De desenvolvimento muito recente, este termómetro digital parece fornecer uma informação tão fiável como a da via retal.

 

Complemente a leitura com o nosso artigo sobre a febre na criança aqui.

 

 

REFERÊNCIAS

1. Temperature measurement in paediatrics. Paediatr Child Health, 2000. 5(5): p. 273-84.

2. Pediatrics, A.A.o., How to Take a Child's Temperature. HealthyChildren.org.

3. Callanan, D., Detecting fever in young infants: reliability of perceived, pacifier, and temporal artery temperatures in infants younger than 3 months of age. Pediatr Emerg Care, 2003. 19(4): p. 240-3.

4. Craig, J.V., et al., Temperature measured at the axilla compared with rectum in children and young people: systematic review. BMJ, 2000. 320(7243): p. 1174-8.

5. Hissink Muller, P.C., L.H. van Berkel, and A.J. de Beaufort, Axillary and rectal temperature measurements poorly agree in newborn infants. Neonatology, 2008. 94(1): p. 31-4.

6. Batra, P. and S. Goyal, Comparison of rectal, axillary, tympanic, and temporal artery thermometry in the pediatric emergency room. Pediatr Emerg Care, 2013. 29(1): p. 63-6.

7. Mackowiak, P.A., S.S. Wasserman, and M.M. Levine, A critical appraisal of 98.6 degrees F, the upper limit of the normal body temperature, and other legacies of Carl Reinhold August Wunderlich. JAMA, 1992. 268(12): p. 1578-80.

8. Herzog, L.W. and L.J. Coyne, What is fever? Normal temperature in infants less than 3 months old. Clin Pediatr (Phila), 1993. 32(3): p. 142-6.

 

 

 

MENSAGENS A RETER

 

Utilizar termómetros digitais

 

Até aos 3-4 anos: preferir a via retal

 

A partir dos 3-4 anos: preferir a via oral

 

 


 
QUANDO É FEBRE?

Tradicionalmente é aceite que a temperatura normal do corpo seja os 37ºC.

 

Nas crianças, é geralmente aceite que uma temperatura de 38ºC ou superior, medida por via retal, seja considerada febre.

 

No Verão o limiar pode estender-se mais um pouco. A partir dos 2 meses, pode ser considerada temperatura normal  até aos 38,2ºC (via retal), ou seja, só a partir dos 38,3ºC (inclusive) será febre.