Posição de deitar e prevenção do Síndrome da Morte Súbita do Lactente (SMSL)

Última revisão deste tema: 27/12/2015

Partilhe nas redes sociais:

 

 

 

 

O Síndrome da Morte Súbita do Lactente (SMSL) é a principal causa de morte no período pós-natal (dos 28 dias de vida ao ano de idade) nos países desenvolvidos. Nos EUA morreram, em 2008, 2353 bebés por SMSL (cerca de 0,8 casos por 1000 nascimentos).[1]

 

Existem várias estratégias, baseadas na evidência,[2-4] que deve tomar para prevenir o SMSL:

 

1. A dormir, coloque o seu bebé virado de barriga para cima. Nunca de lado ou de barriga para baixo. Consulte também a nossa secção Berço e Local do Sono.

 

2. A superfície onde coloca o bebé deve ser firme, lisa e desprovida de objetos. Não deve colocar almofadas, e evitar lençóis ou cobertores, brinquedos ou outros objetos. Os lençóis ou cobertores podem enrolar-se no seu bebé aumentando o risco de morte súbita. É preferível vesti-lo com um pijama próprio. 

 

3. Não fume perto do bebé. O fumo do tabaco está associado a morte súbita de forma significativa - atualmente, o tabaco é o principal fator associado à morte súbita.[2-4] A esposição secundária mas também terciária (fumo que se acumula nos tecidos ao longo do tempo) aumenta o risco. No carro, não fume mesmo que o bebé não esteja presente (exposição terciária - o fumo penetra nos tecidos!). Mesmo que tenha todos os cuidados, o ar que expira após fumar é nocivo e as roupas ficam impregmentadas com fumo. Para além do SMSL, o tabaco está associado a aumento de risco para asma, infeções respiratórias, otite média aguda, entre outros. Idealmente, os pais devem aproveitar a ocasião para deixarem de fumar de uma vez por todas! Peça ajuda ao seu médico assistente! 

 

4. Nos primeiros 6 a 12 meses, mantenha o seu bebé próximo a dormir – no mesmo quarto  mas nunca na cama dos pais (risco de sufocação!). Existem múltiplos estudos que associam a partilha de cama com os pais com SMSL.[5-7] Um dos mais recentes  identificou um risco 5 vezes maior de morte súbita em bebés que partilham a cama dos pais (estudo realizado a bebés com menos de 3 meses).[7] Por outro lado, dormir no mesmo quarto dos pais (em berço, separado da cama dos pais) demonstrou ser um fator protetor significativo em estudos realizados.[8-9]

 

5. Amamente com leite materno o seu bebé o máximo de tempo que puder. Está demonstrado que o leite materno é um fator protetor em relação à morte súbita.[2-4]

 

6. Ofereça uma chupeta ao bebé ao colocá-lo no berço para dormir (mas não forçar se o bebé não quiser).[10]

 

7. Proteja o seu bebé do excesso de calor (sobreaquecimento)

 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Carpenter, R., et al., Bed sharing when parents do not smoke: is there a risk of SIDS? An individual level analysis of five major case-control studies. BMJ Open, 2013. 3(5).

2. Mitchell, E.A., Recommendations for sudden infant death syndrome prevention: a discussion document. Arch Dis Child, 2007. 92(2): p. 155-9.

3. Sullivan, F.M. and S.M. Barlow, Review of risk factors for sudden infant death syndrome. Paediatr Perinat Epidemiol, 2001. 15(2): p. 144-200.

4. Mitchell, E.A., Sudden infant death and co-sleeping: stronger warning needed. N Z Med J, 2009. 122(1307): p. 6-9.

5. Mitchell, E.A., Co-sleeping and sudden infant death syndrome. Lancet, 1996. 348(9040): p. 1466.

6. Blair, P.S., et al., Babies sleeping with parents: case-control study of factors influencing the risk of the sudden infant death syndrome. CESDI SUDI research group. BMJ, 1999. 319(7223): p. 1457-61.

7. Carpenter, R.G., et al., Sudden unexplained infant death in 20 regions in Europe: case control study. Lancet, 2004. 363(9404): p. 185-91.

8. McKenna, J.J. and T. McDade, Why babies should never sleep alone: a review of the co-sleeping controversy in relation to SIDS, bedsharing and breast feeding. Paediatr Respir Rev, 2005. 6(2): p. 134-52.

9. Scragg, R.K., et al., Infant room-sharing and prone sleep position in sudden infant death syndrome. New Zealand Cot Death Study Group. Lancet, 1996. 347(8993): p. 7-12.

10. Hauck, F.R., Pacifiers and sudden infant death syndrome: what should we recommend? Pediatrics, 2006. 117(5): p. 1811-2.

 

Posição de deitar

Segundo as novas recomendações da Academia Americana de Pediatria (2011), o bebé deve ser colocado sempre de barriga para cima (e nunca de lado ou de barriga para baixo) num berço com um colchão firme e desprovido de lençois ou quaisquer objetos como almofadas ou brinquedos - ver imagem. Também estão desaconselhados quaisquer dispositivos de posicionamento.