Pele do bebé - os cuidados

Última revisão deste tema: 26/10/2014

Partilhe nas redes sociais:

 

 

 

A pele do bebé é de facto especialmente sensível. É uma pele mais fina que a do adulto, menos oleosa, com ligação mais frágil entre as células e com menos pilosidade. As glândulas sudoríparas são menos desenvolvidas que a dos adultos tornando a pele dos bebés mais vulnerável à secura e irritação. 

 

Cuidar desta pele envolve 3 regras especiais e que são: 

- Limpeza apropriada (o banho)

- Hidratação adequada e cuidados a mudar a fralda

- Proteção solar

 

Nesta secção vamos explorar as últimas duas regras (a primeira podem consultar na secção do banho aqui).

 

 

Hidratação adequada

A hidratação da pele é fundamental para manter a camada mais superficial da pele intacta e preservar a sua função de barreira.

A pele dos recém-nascidos de termo é mais seca que a dos adultos, tornando-se mais hidratada até ao final do primeiro ano de vida, com o aumento progressivo do número de glândulas sudoríparas.

A aplicação de creme emoliente e hidratante após o banho contraria a secura da pele e melhora a lubrificação.[2] Existem no mercado vários produtos próprios para bebés, de diferentes marcas, e que de modo geral não têm produtos agressivos (corantes ou perfumes) nos seus constituintes.

 

Cuidados com a pele a mudar a fralda

O contacto da pele do bebé com a urina e as fezes torna-a particularmente suscetível à irritação. Inquéritos revelam que a maioria dos pais muda entre 5 a 10 vezes as fraldas por dia, menos que a quantidade de vezes em que urinam.[1]

Na escolha dos toalhetes, nas primeiras semanas é especialmente escolher aqueles com menor quantidade de álcool, corantes e perfumes. Muitas marcas têm produtos especialmente desenvolvidos para peles sensíveis.

Em adição, a aplicação de um creme protetor (o vulgo “creme anti assaduras”) na zona da fralda, após cada muda, é pois especialmente importante para evitar o grande incómodo do eczema das fraldas![1]

 

 

Proteção solar

Existe evidência consistente associando de uma exposição solar excessiva cedo na vida e o cancro mais tarde na vida. A pele dos bebés é mais vulnerável que a dos adultos aos efeitos lesivos da radiação solar, especialmente os raios UVA e UVB.

 

Como proteger a pele do bebé?[3-6]

 

Antes dos 6 meses: a medida principal a tomar é evitar a exposição direta ao sol. A cobertura total do corpo com roupa, o uso de chapéu com pala e óculos de sol infantis são atitudes especialmente recomendáveis nesta faixa etária. O uso de protetores solares é desaconselhado antes dos 6 meses por poderem ser prejudiciais à pele sensível do bebé. No entanto, em casos excecionais, em que a exposição direta ao sol não pode ser evitada, podem ser utilizados em áreas pequenas do corpo.

 

A partir dos 6 meses: o uso de protetor solar é recomendado. Deve ser evitada a exposição solar direta no período de maior intensidade – entre as 11 e as 16h. O uso de roupa protetora, chapéu com pala e óculos de sol continua a ser muito recomendado. Deve optar por um protetor solar com pelo menos F30. Aquando da escolha do protetor (existem várias marcas) deve ler o rótulo e optar por um que contenha apenas filtros inorgânicos como o óxido de zinco ou o dióxido de titânio, para evitar irritar a pele do bebé, e evitar os protetores que tenham como constituinte o DEET (para evitar o uso excessivo deste constituinte com a repetição da aplicação). 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Novick, N.L., Baby Skin - a leading dermatologist's guide to infant and childhood skin care. 1991.

2. Lund, C., et al., Neonatal skin care: the scientific basis for practice. Neonatal Netw, 1999. 18(4): p. 15-27.

3. Paller, A.S., et al., New insights about infant and toddler skin: implications for sun protection. Pediatrics, 2011. 128(1): p. 92-102.

4. Balk, S.J., Ultraviolet radiation: a hazard to children and adolescents. Pediatrics, 2011. 127(3): p. e791-817.

5. US Food and Drug Administration. Sunscreen labeling according to the 2011 final rule. http://www.fda.gov/downloads/ForConsumers/ConsumerUpdates/UCM258718.pdf.

6. American Association of Dermatology. Sunscreens. http://www.aad.org/media-resources/stats-and-facts/prevention-and-care/sunscreens.

 

 

O que é preciso ter sempre à mão?

 

 

Toalhetes de bebé. Pelo menos inicialmente, será mais seguro para a pele optar por toalhetes para peles sensíveis, sem álcool, perfumes ou outras substâncias potencialmente agressivas.

 

Fraldas. Tamanho 0/1. As melhores fraldas são as que oferecem uma barreira eficaz entre os excrementos e a pele do bebé, diminuindo as probabilidades de irritação da pele (o chamado "eczema da fralda").

 

Creme hidratante. Para aplicar na pele do bebé regularmente, sobretudo na época quente ou nos bebés com pele tendencialmente mais seca. Os bebés com pele atópica poderão necessitar de cremes hidratantes especiais.

 

Creme barreira. Para aplicar no rabinho sempre que muda a fralda suja.

 

Champõ para bebé. Ao início, especialmente nos bebés com pouco ou nenhum cabelo, só será necessário dissolver um pouco de champõ do bebé na água do banho.