Sinais de alarme em relação à cor:

Fraldas molhadas e sujas

Última revisão deste tema: 30/12/2015

Partilhe nas redes sociais:

 

 

 

 

Fraldas molhadas - como é a urina do bebé nos primeiros dias

 

Nos primeiros dias de vida, a urina tem caracteristicamente uma coloração laranja-avermelhada.[1] Esta característica é normal deve-se à presença de cristais de ácido úrico.

Nota importante: nos primeiros dias, a urina pode originar mancha(s) roseada(s) (tipo cor de tijolo). À primeira vista pode alarmar os pais pela confusão com sangue mas, na realidade, corresponde à situação normal da urina caracteristicamente concentrada do recém-nascido. Em caso de dúvida, contacte o seu médico de família ou pediatra.

 

Após o segundo dia de vida o bebé deve urinar pelo menos 3 vezes por dia (de 8/8h) e, a partir do dia 5, pelo menos 4 vezes por dia.[1] A quantidade de urina pode ser escassa ao ponto de ser difícil reconhecer na fralda, mas esta fica mais pesada.

 

A urina, caracteristicamente (mas nem sempre), vai perdendo cor até a uma tonalidade amarela clara. Numa criança saudável a coloração da urina varia entre o amarelo claro a escuro. Quanto mais escura a urina, mais concentrada (o bebé ou criança pode não estar a ingerir a quantidade de líquido suficiente).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fraldas sujas - como são as fezes do bebé nos primeiros dias

 

Nos primeiros dias de vida, as fezes do bebé são muito escuras (verde escuro ou pretas), viscosas e quase inodoras e correspondem à saída do mecónio – o material ingerido pelo feto ao longo de todo o período da gravidez.[1] Este material vai sendo eliminado ao longo dos primeiros dias de vida e as fezes vão ficando com a coloração normal – amarelada ou bege (este último caso nos bebés alimentados a leite adaptado).

Para bebés amamentados (leite materno), a consistência das fezes, até à introdução dos sólidos, varia desde líquida a mole (semelhante a mostarda) com pequenas partículas mais sólidas misturadas. Daí que possa ser difícil reconhecer a diarreia, situação que pode estar associada a infecção ou apenas à dieta da mãe. Pequenos truques para distinguir a diarreia são o aumento da frequência das fezes (em relação ao padrão habitual) e a consistência anormalmente líquida.

Nos bebés alimentados a leite adaptado, a consistência das fezes pode ser um pouco mais firmes, mas não mais do que manteiga de amendoim.

 

 

Como são as fezes do bebé depois dos primeiros dias?

 

Depois dos primeiros dias, a cor e consistência das fezes pode variar bastante, sobretudo após a introdução dos sólidos. Alguns exemplos:

- a ingestão de frutos vermelhos (melancia, morango) pode originar o aparecimento de partículas vermelhas nas fezes (mais uma vez, pode ser confundido com sangue)

- a ingestão aumentada de cereais pode atrasar o funcionamento do intestino e tornar as fezes mais esverdeadas

- em caso de obstipação irritação perianal pode mesmo aparecer alguns raios de sangue independente das fezes.

 

 

Quantas vezes o bebé deve evacuar?

 

Em relação à frequência, o mais importante a reter é que cada criança é diferente e tem o seu ritmo próprio. O normal varia entre o bebé defecar várias vezes por dia (após cada refeição, em resultado do reflexo gastro-cólico) até uma vez por semana.[1-2] Este ritmo mais pausado pode acontecer especialmente nos bebés amamentados, após as 3 a 6 semanas de idade: o leite materno origina pouco material sólido para eliminar.

 

 

NOTA: Se as fezes continuarem com a consistência mole (não mais duro que manteiga de amendoim) não é caso para preocupar ou intervir.

 

 

O mais habitual na frequência [2]:

- Na primeira semana de vida, a maioria dos bebés tem 4 ou mais evacuações por dia.

- Nos primeiros três meses, alguns bebés têm 2 ou mais evacuações por dia. Outros têm apenas 1 por semana (sobretudo os bebés em amamentação).

- Aos 2 anos, a maioria das crianças tem pelo menos 1 evacuação por dia. São moles mas sólidas.

 

 

O que é anormal nas fezes do bebé? O que preocupar?

1. Quando as fezes têm uma consistência dura(estamos perante uma obstipação)

2. Quando a frequência for inferior a uma semana (estamos perante uma obstipação)

3. Aparecimento de sangue nas fezes, sobretudo se as fezes não são duras

4. Aparecimento de muco ou pús nas fezes

5. Quando a cor das fezes é branca, castanho muito claro ou bege (ver imagem ao lado)

 

Nota: qualquer um dos 3 últimos é para ser investigado em instituição hospitalar.

Para os dois primeiros pontos consulte o nosso tópico sobre obstipação infantil aqui.

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Shelov, S.P., Caring for your baby and young child: birth to age 5. American Academy of Pediatrics, 2009. 5th Ed.

2. Patient information: constipation in children. Sistema Uptodate. Acedido em 30/12/2015.

COR DAS FRALDAS SUJAS
COR DAS FRALDAS MOLHADAS