O choro - responder ao seu bebé

Última revisão deste tema: 27/12/2015

Partilhe nas redes sociais:

 

 

 

 

Por muitos meses, o choro vai ser o principal modo de comunicação do seu bebé. Vai usá-lo para tudo. Para lhe pedir ajuda quando está desconfortável ou com fome. Vai servir, muitas vezes, simplesmente para aliviar a tensão. Para reagir a sons, luzes ou outros estímulos que não o agradam. 

 

Existem então vários tipos de choro que correspondem às mensagens ou sentimentos que o bebé lhe quer transmitir. À medida que o tempo passa os pais vão aprendendo a reconhecer as características típicas dos vários tipos de choro, que variam um pouco de bebé para bebé mas que no geral podem resumir-se a:

 

- Choro de fome. Geralmente é um choro curto e de baixa frequência, variando de intensidade

 

- Choro de irritabilidade. Geralmente é um choro muito turbulento, irregular, e o bebé aparenta estar inconsolável.

 

- Choro de dor / stress. Geralmente surge repentinamente, com um guincho muito agudo, seguido por uma pausa e depois por um choro mais grave e constante, como uma lamentação.

 

- Choro de irritação "deixa-me sozinho". Costuma ser muito parecido com o choro da fome, sendo o seu diagnóstico de exclusão.

 

 

Estratégias para controlar o choro do seu bebé

 

Se o seu bebé está confortável, com a fralda seca e saciado e nada consegue parar o choro, sugerimos tentar as seguintes técnicas (note que estas são técnicas recomendadas pela experiência, não por resultados de algum estudo científico):

 

- Abaná-lo suavemente nos seus braços ou em cadeira

- Acariciar gentilmente a cabeça cantando

- Falar para o bebé com voz calma e suave

- Cantar uma música de embalar

- Dar pancadinhas suaves nas costas para poder aliviar os gases presos

- Som rítmico / vibração (por exemplo, de secador, aspirador ou máquina de lavar)

- Dar-lhe um banho morno

- Caminhar com o bebé 

- Sair de casa para um passeio de carrinho

- Passeio de carro (NOTA: tente não tornar esta opção uma rotina)

 

 

REFERÊNCIAS

1. Shelov, S.P., Caring for your baby and young child: birth to age 5. American Academy of Pediatrics, 2009. 5th Ed.

 

 

 

 

Responder ao choro atempadamente, sim ou não?

 

Nos primeiros meses, SIM! No início, não irá comprometer a educação do bebé por lhe dar toda a atenção que necessita. Se lhe responder aos pedidos de ajuda, o seu bebé chorará menos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais tarde, a partir dos 6-8 meses, poderá optar por ter uma atitude mais expectante em relação ao choro do seu bebé (por exemplo, quando chora de noite) - veja a nossa secção do sono.